Como escolher o melhor material didático online para suas aulas de inglês

Descubra o que você deve considerar no momento de escolher o material didático de inglês para não errar!

Como escolher o melhor material didático online para suas aulas de inglês

Escolher o material para dar aula de inglês pode ser um tanto quanto desafiador.

Seja você professor particular ou gestor de instituição de ensino ou centro de idiomas, a escolha do material didático nunca é uma tarefa fácil.

Isso porque essa escolha determina a qualidade do ensino, a satisfação do aluno e o fluxo do trabalho do professor.

Ainda, a escolha do material didático é algo que não pode ser mudado o tempo todo.

Não chega a ser algo permanente ou imutável, mas mudar o material didático no meio do curso ou ano letivo, pode gerar inúmeros transtornos.

Tudo isso faz com que esse momento de escolha seja cercado de dúvidas e inseguranças.

Por isso, nós estamos aqui para ajudar você!

Neste artigo você vai esclarecer todas as suas dúvidas sobre a escolha do material didático de inglês e ainda vai descobrir as novas oportunidades que a tecnologia oferece. Não deixe de ler até o final!

Material didático: o que é e importância
A importância da proposta pedagógica
1. Abordagem natural
2. Instrução baseada em conteúdos
3. Aprendizagem ativa
4. Abordagem das 4 habilidades linguísticas
5. Aprendizagem individualizada
6. Just in time
Metodologias ativas de ensino e o material didático
Como escolher o material didático de inglês
Como escolher um material didático online de inglês
1. Conteúdo
2. Tecnologia
3. Estratégias de engajamento
4. Princípios pedagógicos
Material didático online de inglês Flexge: inovador e descomplicado

Material didático: o que é e importância

O material didático é a base que apoia e orienta o aluno no processo de ensino-aprendizagem. Trata-se do instrumento pedagógico utilizado pelo professor para a instrução do estudante.

Pode ser qualquer recurso que esteja associado ao contexto educativo e que aborda o objeto de estudo, explicando o conteúdo como um manual de instrução que conduz o aluno para a aquisição do conhecimento.

A fim de dar suporte ao ensino e servir como guia na aprendizagem, o material didático deve apresentar o conteúdo de forma sistematizada e de acordo com o planejamento pedagógico do professor ou instituição.

Além de oferecer referencial teórico, alguns materiais didáticos oferecem meios para aprendizagem prática, o que possibilita a construção do conhecimento pela experiência.

No ensino de inglês, a escolha do material didático se mostra ainda mais desafiadora. Isso porque o ensino de um idioma necessita de estímulos das quatro habilidades linguísticas: leitura, escrita, escuta e fala.

Um material didático de inglês completo precisa trabalhar todas elas. Somente assim o ensino da língua será efetivo.

Essa é uma preocupação de todo professor. Oferecer a melhor educação aos seus alunos e, também, proporcionar a si mesmo (ou ao corpo docente, em caso de gestor de instituição de ensino) excelentes condições de trabalho.

Acertar na escolha do material para dar aulas de inglês é uma das formas de alcançar esses objetivos. Afinal de contas, esse material é uma ferramenta essencial para o dia a dia em sala de aula.

A importância do material didático é observada em pelo menos dois ângulos:

  • qualidade e facilidade do aprendizado do aluno;
  • qualidade do ensino e facilidade do preparo das aulas para os professores.

Por se tratar de um elemento que não pode faltar na rotina tanto dos professores quanto dos alunos, fica evidente a importância de acertar na escolha do material didático.

Mas o que levar em conta na hora de escolher o material de inglês para suas aulas?

É o que você já vai descobrir!

Banner com link para download do ebook: Manual definitivo do professor de inglês empreendedor. Clique para baixar!

A importância da proposta pedagógica

O primeiro ponto a ser observado é o alinhamento do material didático com a proposta pedagógica.

Para o ensino de inglês, é muito importante que o material didático esteja completamente de acordo com os princípios pedagógicos adotados pelo professor ou instituição.

Veja abaixo alguns exemplos de princípios pedagógicos que podem ser levados em conta:

1. Abordagem natural

A exposição a estruturas gramaticais, vocabulários e regras em ocasiões específicas, sem um contexto, apoia-se tão somente na memorização.

A abordagem natural prevê que as estruturas e vocabulários são apresentados de forma natural e implícita dentro de um contexto, apoiando-se em ferramentas que estimulam o aluno a decodificar, interpretar e internalizar os dados linguísticos de uma segunda língua de forma natural e intuitiva.

2. Instrução baseada em conteúdos

O content-based instruction organiza os conteúdos da língua inglesa, como estruturas gramaticais, vocabulários, dados linguísticos primários e sons próprios do idioma, em uma trilha de aprendizagem bem estruturada, com uma sequência didática e objetivos educacionais específicos e planejados.

Todos os elementos linguísticos são trabalhados de forma integrada e diluídos dentro de outros temas mais amplos e conectados com situações da vida real, tais como a crise ambiental, o mundo das finanças ou da tecnologia.

Dessa forma, a língua inglesa se torna instrumento para a aquisição de novos conhecimentos, aproximando-se da forma com a qual aprendemos a nossa língua materna.

Isso torna o processo de aprendizagem mais significativo, prazeroso e efetivo.

3. Aprendizagem ativa

A aprendizagem ativa afasta a ideia de que o professor ensina e o aluno aprende. O aluno deixa de ser mero receptor de informações, participando ativamente no processo de aquisição do conhecimento.

Ele assume o papel de protagonista do próprio aprendizado, enquanto o professor exerce a função de facilitador desse trajeto, dando suporte e fornecendo os direcionamentos necessários para que o aluno atinja seus objetivos com a língua.

4. Abordagem das 4 habilidades linguísticas

Para que o aluno possa alcançar a fluência no inglês, ele precisa desenvolver integralmente as quatro habilidades da língua: listening, speaking, reading e writing.

Por isso, um material didático de inglês deve contar com exercícios que trabalham todas elas.

5. Aprendizagem individualizada

Uma aprendizagem que ocorre de forma individualizada e visa a aprendizagem para o domínio da língua é a mais apropriada para o ensino de inglês.

Se todos os alunos tiverem que seguir o mesmo ritmo e aprender de forma conjunta, pode resultar em grandes lacunas na aprendizagem, ou em atraso para alguns alunos.

Ao optar por uma aprendizagem individualizada, cada aluno segue seu próprio ritmo e só avança quando obtém o domínio necessário do conteúdo, sem acumular lacunas ao longo do trajeto que venham prejudicar seu processo de aquisição da língua.

6. Just in time

Existe a filosofia de ensino just in case, na qual o professor explica a maior quantidade possível de conteúdos aos alunos na expectativa de que isso venha a ser útil em dado momento.

Assim, caso o aluno precise de determinada informação, ele terá tido o contato com ela anteriormente e estará apto, em tese, para fazer uso deste conhecimento.

Já a filosofia just in time, pressupõe que o aluno seja exposto a situações que ocorrem de fato na vida real, tendo a oportunidade de aplicar os conhecimentos enquanto estes são adquiridos.

Neste processo, o professor realiza intervenções pontuais em momentos necessários, segundo a lógica da metodologia da aprendizagem ativa. Ou seja, o professor fornece o conhecimento necessário no momento em que o aluno precisa aplicá-lo, transformando o aprendizado em algo relevante e efetivo.

Todos esses princípios pedagógicos são observados pelo material didático online da Flexge, como mostraremos mais adiante.

Entenda agora como a opção por metodologias ativas de ensino afeta a escolha do material para dar aula de inglês.

Metodologias ativas de ensino e o material didático

Como na aplicação das metodologias ativas de ensino há uma inversão da lógica do processo de ensino-aprendizagem, o material didático precisa atender esse formato.

Na abordagem ativa, o aluno busca o conhecimento de maneira autônoma, contando com o suporte pontual do professor quando e se necessário. Assim, o material didático não pode ser restrito às aulas expositivas, por exemplo.

A tecnologia é uma grande aliada das metodologias ativas, uma vez que o uso de smartphones e computadores é algo convidativo para os alunos.

Portanto, na hora de escolher o material para dar aulas de inglês, é importante que você considere isso. Se for optar por adotar metodologias ativas, vale a pena dar uma pesquisada nas opções tecnológicas disponíveis.

No mesmo sentido, isso deve ser considerado também se optar por dar aulas online ou no formato híbrido.

Descubra agora como escolher o material didático de inglês sem errar!

Como escolher o material didático de inglês

Até aqui você viu a importância que a escolha do material didático tem para o sucesso do ensino, conheceu alguns princípios pedagógicos que podem ser observados no momento da escolha e como a adoção de metodologias ativas influencia nesse processo.

Agora você vai entender de uma vez por todas como escolher o material didático para dar aulas de inglês.

Existem vários fatores e argumentos que devem ser considerados nesse momento. É importante que esta seja uma decisão muito bem pensada.

O mais importante é que você encontre um material que torne o processo de ensino mais leve e fluido, sem perder a eficiência. O material didático pode ainda contribuir para outros fatores, como por exemplo:

  • engajar os alunos nos estudos do idioma;
  • tornar a experiência de aprendizagem mais atrativa e interessante;
  • facilitar a preparação das aulas para o professor;
  • fornecer suporte ao aluno (no caso de aplicativos e plataformas digitais);
  • mensurar a evolução do aluno no alcance da fluência;
  • fornecer avaliações e certificações do conteúdo.

O material didático online da Flexge proporciona isso tudo e muito mais! Trata-se de uma plataforma inovadora e descomplicada, uma solução completa para o ensino de inglês.

Mas antes de descobrir o que é e como funciona a plataforma da Flexge, veja o que considerar em um material didático online de inglês.

Como escolher um material didático online de inglês

Para escolher materiais didáticos mais tradicionais, não há muito segredo. Conferir os autores, a base científica, editora e proposta pedagógica já suficiente para fazer uma escolha apropriada.

Mas se tratando de material didático online, você sabe o que considerar?

Vamos lá.

1. Conteúdo

O conteúdo de um material didático online deve ser atualizado, envolvente e interessante. O aluno não quer aprender inglês repetindo a frase “the book is on the table”.

Para tornar o aprendizado mais prazeroso e significativo, o conteúdo deve trazer temas instigantes para discussão, curiosidades, temas reais com os quais o aluno tem contato no seu dia a dia.

2. Tecnologia

Na Era Digital, temer incorporar tecnologia ao ensino é prender-se no passado. Por isso, procure materiais didáticos que ofereçam o melhor da tecnologia.

Para o ensino de inglês, contar com uma ferramenta de reconhecimento de voz (speech recognition), por exemplo, permite que o aluno alcance a fluência de uma forma e numa velocidade sem comparação.

Ao escolher um material didático online para dar aula de inglês, verifique as funcionalidades disponíveis, as inovações e é claro, o suporte oferecido. Ter um acompanhamento do fornecedor da tecnologia é fundamental para o sucesso da implementação do material.

3. Estratégias de engajamento

A gamificação no ensino é uma ótima maneira de fazer os alunos se engajarem. Afinal, eles se divertem enquanto aprendem.

Essa abordagem também estimula uma competição saudável entre alunos de uma mesma turma ou interna (consigo mesmo). O aluno quer sempre alcançar os melhores resultados, para ter mais pontos e subir no ranking, por exemplo.

Outra estratégia de engajamento é o storytelling, que organiza o conteúdo em um formato de história. Assim, conforme o aluno vai avançando nos estudos, a história vai se desenvolvendo e ele acompanha, interessado em descobrir o seu final.

Existem outras estratégias de engajamento muito eficientes, como ter uma interface atrativa e bom aporte audiovisual.

4. Princípios pedagógicos

Você se lembra do que falamos antes sobre a importância de encontrar um material didático que esteja alinhado com sua proposta pedagógica?

Em relação ao material didático online não é diferente!

Avalie os princípios que norteiam a organização pedagógica e verifique se estão de acordo com o que você (ou a sua instituição) acredita ser o melhor para o ensino.

Outro ponto que deve ser considerado é o orçamento disponível. Existem muitas opções no mercado, mas algumas acabam custando um valor muito alto em virtude do investimento tecnológico realizado.

Esse não é o caso da Flexge! Conheça agora o material didático online de inglês da Flexge e descubra tudo o que ele pode fazer por você e seus alunos.

Material didático online de inglês Flexge: inovador e descomplicado

O material didático online da Flexge é disponibilizado por meio de duas plataformas: Academic e Kids. Cada uma voltada para um público específico.

Ambas plataformas proporcionam uma experiência gamificada. Os módulos de cada curso são desbloqueados conforme o aluno avança nos estudos e cada atividade realizada gera pontos para ele.

Para engajar ainda mais o aluno e estimular uma competição saudável, o material didático online da Flexge conta com um ranking da turma, um regional e um nacional. Para um professor criativo, essa é uma oportunidade de realizar atividades dinâmicas, de reconhecimento e premiação para os alunos.

A pontuação é conquistada pelo tempo e qualidade do estudo, não por testes de conhecimento ou notas. Quanto mais o aluno estuda, mais ele pontua e, consequentemente, aprende.

Aliando metodologias ativas de ensino, o material didático da Flexge observa todos os seis princípios pedagógicos apresentados anteriormente:

  • Abordagem natural
  • Instrução baseada em conteúdos
  • Aprendizagem ativa
  • Abordagem das 4 habilidades linguísticas
  • Aprendizagem individualizada
  • Just in time

Ainda conta com uma avançada ferramenta de reconhecimento de voz (speech recognition). Ela permite que o aluno ouça áudios gravados por mais de 100 falantes nativos do idioma inglês e se grave repetindo a pronúncia.

A fala do aluno é avaliada instantaneamente e ele recebe um feedback palavra por palavra. Assim, ele consegue identificar pontos a melhorar e ganha confiança na fala.

Como você sabe, uma das principais dificuldades para quem está aprendendo a falar inglês é a pronúncia. Os alunos que utilizam a Flexge, falam inglês desde o primeiro contato com a plataforma. A evolução na pronúncia ocorre de maneira veloz e assertiva!

O material didático da Flexge também conta com placement test (teste de nivelamento), em conformidade com o CEFR (Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas). Antes de começar a utilizar a plataforma, o aluno faz o teste e já começa a estudar conforme seu nível de proficiência.

E as vantagens não param por aí!

A plataforma também conta com uma dashboard para o professor. Trata-se de uma área na qual ele consegue acompanhar indicadores de desempenho dos seus alunos.

Nesta área ele pode conferir o tempo estudado de cada aluno, a evolução na pronúncia, em quais pontos o aluno teve mais dificuldade e assim, planejar suas aulas com mais assertividade.

Inovadora e descomplicada, a Flexge tem o desejo de revolucionar a educação, começando pelo material didático de inglês.

Quer saber mais sobre a gente? Acesse nosso site e inscreva-se abaixo em nossa lista de e-mails para receber as novidades da Flexge!