Guia para professores iniciantes: como dar aula particular de inglês

Pensando em ganhar uma renda extra ou empreender? Aprenda tudo o que você precisa saber para começar a dar aula de inglês particular!

Guia para professores iniciantes: como dar aula particular de inglês

Muitos professores de inglês encontram dificuldades para trabalhar em escolas ou centros de idiomas.

Isso porque acabam tendo suas aulas engessadas para seguir o método e o padrão estabelecido pela instituição.

Por esse motivo, ou simplesmente porque desejam uma renda extra, muitos professores têm optado em dar aulas particulares de inglês.

Como você deve saber, a demanda por aulas de inglês só tem aumentado nos últimos anos em decorrência da importância que o idioma vem adquirindo.

O mercado para professores particulares de inglês tem um enorme potencial para ser explorado, pois está em expansão. Basta observar as estatísticas para constatarmos que ainda há muita gente interessada em aprender inglês.

O Brasil ocupa a 53ª posição entre 100 países listados no ranking EF EPI, o Índice de Proficiência da Education First. No último levantamento feito pela British Council, apenas 5% da população brasileira falava inglês.

Assim, dar aula de inglês pode ser uma ótima opção para quem fala a língua e deseja ganhar um dinheiro extra ou, ainda, fazer disso sua única fonte de renda, tornando um negócio.

Quer aprender como dar aula de inglês particular? Continue lendo!

Como dar aula de inglês particular: por onde começar
1. Avalie para quem você vai dar aula de inglês
2. Determine um método para dar aula de inglês
3. Defina as ferramentas para suas aulas
4. Escolha um material didático de inglês para usar
5. Crie o currículo das suas aulas de inglês
Dicas para dar aula de inglês

Banner com link para download do ebook: Manual definitivo do professor de inglês empreendedor. Clique para baixar!

Como dar aula de inglês particular: por onde começar

Você não precisa de um curso para dar aula de inglês ou de alguma faculdade específica. Ter um curso de Letras ou Tradução em seu currículo, é um diferencial (mas não obrigatório).

Se você fala inglês e quer começar a dar aulas, ter um certificado de proficiência já é o suficiente, como o TOEFL e o IELTS. Às vezes, nem isso é necessário. Depende muito do seu público.

Mas como em todas as profissões, é importante se manter atualizado e procurar se aperfeiçoar sempre, seja por meio de cursos específicos para professores de inglês, seja de forma autodidata.

Veja agora como começar a dar aula de inglês particular. Não deixe de anotar essas dicas e compartilhar esse texto com seus amigos e amigas professores!

1. Avalie para quem você vai dar aula de inglês

O primeiro passo para começar a dar aula de inglês particular é definir quem é seu público-alvo.

Para quais pessoas você quer ensinar inglês? Crianças, jovens ou adultos?

Pessoas interessadas em inglês acadêmico, para trabalho ou turismo?

Pense essa escolha por (pelo menos) dois ângulos:

  • quem você gostaria de ensinar; e
  • quem você está preparado para ensinar.

Afinal, você não pode lecionar para públicos alvo para o qual você não está preparado. Também é importante que você goste de trabalhar com seus alunos, assim sua entrega será melhor.

O que você não pode deixar de fazer é definir um nicho de atuação, escolhendo e restringindo um público-alvo. Isso é importante para a qualidade das suas aulas e para o desempenho do seu negócio (torna suas estratégias de marketing mais eficientes, por exemplo).

Um nicho é uma subdivisão do universo dos seus possíveis alunos. Isto é, de todas as pessoas que queiram aprender inglês, quem você irá aceitar nas suas aulas particulares?

Não pense que isso é mero detalhe! Ter um perfil de aluno detalhado ajuda muito no planejamento e desenvolvimento do conteúdo.

Você, como professor, sabe que as aulas para crianças em fase de alfabetização são totalmente diferentes das aulas para executivos graduados. Mas pode-se ir além.

Ter o conteúdo direcionando para interesses específicos dos seus alunos (como músicas, jogos e filmes), ajuda no engajamento e melhora a qualidade do aprendizado.

Assim, você consegue traçar não só estratégias de negócios, mas também estratégias de ensino.

Mas como definir um público-alvo para dar aulas de inglês particular?

Se você não faz ideia com qual perfil de aluno gostaria de atuar, aqui vão algumas sugestões:

  • escolha aquele público a que você pertencia quando começou a aprender inglês (pois você vai conhecer bem as necessidades do aluno e métodos de ensino);
  • aquele que você mais gosta ou se interessa (se você ama crianças, por que não trabalhar com elas?)
  • aquele que você imagina que tem mais oportunidade ou que o preço das aulas pode ser maior;
  • aquele que você considera inexplorado pelos outros professores ou que há uma grande demanda.

Que fique claro: ao escolher o nicho, você não está se casando com ele!

É importante sim começar estrategicamente, tendo um nicho definido. Mas nada impede que ao longo da jornada você mude de direção (e na verdade, é bem provável que isso aconteça).

Definiu para quem você vai dar aula particular de inglês? Agora escolha o método.

2. Determine um método para dar aula de inglês

Existem vários métodos de ensino de inglês com a eficiência comprovada no mercado. Outros, no entanto, são um tanto quanto questionáveis.

Certa vez me deparei com uma propaganda dizendo ser possível aprender inglês única e exclusivamente através de filmes e séries. Posso ter entendido errado, mas segundo a propaganda do curso, eu só precisaria assistir várias vezes o mesmo conteúdo que o inglês entraria na minha cabeça.

Fuja disso! Você deve procurar metodologias de ensino que tenham comprovação científica ou, pelo menos, prova social de que funcionam.

O ideal é que você combine a melhor parte de diferentes metodologias e crie um método só seu de ensinar inglês. Além de ser um excelente atrativo para novos alunos, também lhe confere autoridade e segurança para ensinar.

Busque por metodologias ativas, que colocam o aluno no centro do processo de ensino-aprendizagem (elas tendem a ser mais eficientes).

Converse com professores particulares mais experientes e peça conselhos. Investigue seu público e descubra como sua metodologia pode atendê-los da maneira mais adequada para os seus objetivos.

Após definir seu público e metodologia, chegou a vez de escolher suas ferramentas.

3. Defina as ferramentas para suas aulas

Você já sabe se vai dar suas aulas presencialmente ou online? Que tal combinar os dois?

O blended learning, ou ensino híbrido, é uma modalidade de ensino que combina aulas presenciais com online. Assim, permite que sejam aproveitadas as vantagens de ambos formatos de ensino, tais como:

  • promover a autonomia do aluno;
  • otimizar o processo de aprendizagem;
  • melhorar a relação entre professor e aluno;
  • manter a flexibilidade do online;
  • redução de custos.

Para escolher as ferramentas a serem utilizadas nas suas aulas particulares de inglês, antes você precisa definir o meio (presencial, online ou híbrido).

Após essa escolha, levante as possibilidades que você tem. Computador, plataforma online, celular, quadro, giz, aparelho de som e por aí vai.

Faça uma lista com todas as ferramentas que você pretende utilizar nas suas aulas, tanto as que você já tem, quanto as que pretende adquirir. Isso é importante para que você pense, por exemplo, em separar um orçamento de investimento para este fim.

O próximo passo é escolher o material didático. Você sabe como fazer isso? Confira a seguir!

4. Escolha um material didático de inglês para usar

Escolher o material didático para suas aulas de inglês pode ser um desafio enorme.

Metodologia, estratégia pedagógica e organização são apenas alguns dos aspectos que devem ser levados em conta na hora de escolher o material didático para suas aulas.

O avanço tecnológico trouxe muitas opções para os professores, como plataformas gamificadas de ensino e materiais didáticos online.

É muito importante que você escolha um material didático que converse com seu público. Ou seja, que chame a atenção dele, fale a mesma linguagem, traga temas que o interessem.

Avalie as estratégias de engajamento. Material didático bom é aquele que faz seu aluno sentir vontade e prazer ao estudar!

Por isso, procure por materiais que ajudem a aumentar o engajamento dos seus alunos. Storytelling, gamificação, instrução baseada em conteúdos são alguns exemplos de estratégias engajadoras.

Experimente o novo! O material didático tradicional, em formato de livro com textos, imagens e exercícios funcionou muito bem e por muito tempo.

Mas agora, com a evolução tecnológica, surgiram muitas alternativas. Não tenha medo de testar novos formatos. Chegou a hora de modernizar o material didático!

Crie o currículo das suas aulas de inglês

Quase tudo certo para você começar a dar aula de inglês particular! O último passo, antes de iniciar suas atividades, é criar o currículo das suas aulas.

Trata-se nada mais do que planejar a ordem do que será ensinado, quando e como.

Para isso, faça uma análise dos objetivos que seus alunos desejam alcançar e alinhe isso à sua metodologia e ferramentas.

Organize um documento, físico ou digital, que contenha essas informações. Apresente para seus alunos na primeira aula, para alinhar as expectativas, ou até mesmo antes da contratação.

Assim, aluno e professor olham juntos na mesma direção, já sabendo o que vão encontrar pela frente.

Done! Você está pronto para começar a dar suas aulas particulares de inglês!

Mas tenha calma. Dar aula de inglês particular é uma coisa. Fazer disso um negócio, do qual você tire o seu sustento (e o de sua família), é outra bem mais complexa.

Para conseguir criar e crescer um negócio dando aulas particulares, você vai precisar de um mínimo de planejamento, estratégia e gerenciamento.

Para captação de alunos, por exemplo, você vai precisar estruturar um plano de marketing de conteúdo, anúncio pago, redes sociais. As possibilidades são muitas!

Confira nossa seção de artigos sobre business e descubra como fazer das aulas particulares de inglês um negócio.

Agora que você já sabe como começar a dar aula de inglês particular, veja abaixo algumas dicas para tornar suas aulas mais interessantes:

Dicas para dar aula de inglês

Confira agora algumas dicas para dar boas aulas de inglês:

  • Seja pontual! Evite ao máximo adiar ou cancelar aulas em cima da hora. Ser profissional e comprometido com os horários é muito importante para a satisfação dos seus alunos.
  • Pratique a empatia. Coloque-se no lugar do aluno, tenha paciência quando ele estiver em um dia difícil. Acolha seu aluno, para que ele se sinta à vontade com você. Crie relacionamento: isso muda tudo na educação!
  • Use e abuse de conteúdos de entretenimento. Filmes, desenhos animados, palestras TEDx, vídeos. Isso torna as aulas mais dinâmicas e leves.
  • Personalize o ensino. Os alunos buscam isso nas aulas particulares! Entenda quem eles são, do que gostam e traga recursos para as aulas que sejam do interesse deles.
  • Inove nos recursos. Use aplicativos divertidos de aprendizagem de línguas para quebrar a rotina. Aposte em formatos diferentes. Think outside the box!

Agora você já sabe como dar aula de inglês particular. Continue lendo nossos artigos e saiba mais sobre o universo do ensino de inglês!